Casa do Xadrez de Alpiarça subiu à 1ª Divisão Nacional !!!

casadoxadrezkabab@gmail.com
...............................Coordenadas GPS: Latitude: N39º15'43,4" . Longitude: W8º34'56,7"
Blog optimizado para o navegador (web browser) Mozilla Firefox.

domingo, 28 de outubro de 2012

Prós e Contras - RTP1 - 15 Outubro 2012

Extrato do Prós e Contras de 2ª feira.  A Fátima nem se atreve a interrompê-lo…



2 comentários:

Anónimo disse...

Quando vi essa parte do programa, disse para com os meus botões: Ah grande brasileiro! Foi preciso um brasileiro vir a Portugal para além de partir a loiça toda, explicar por palavras o que vai na alma do povo e o que é triste é que com tantas manifestações, até hoje nunca tinha visto nenhum português na rua a exprimir-se assim. Talvez isso diga muito sobre a nossa sociedade dividida entre pessoas mais idosas que só vêem os quatro canais e são adormecidas por programas de música pimba, concursos, futebol, etc, funcionando isso segundo alguns como o serviço público de televisão e a integração das populações do interior! Temos depois os mais jovens da geração da banda larga que nos melhores exemplos pensam exactamente como esse brasileiro e quem tiver dois dedos de testa quer é sair do país e emigrar. Andou tudo durante décadas a dormir quando se construiram os estádios de futebol, quando se assistia a governantes a fazerem negócios contra o Estado e em favor das empresas para onde depois iam, ex: Ferreira do Amaral, Jorge Coelho etc. Tivemos a palhaçada da Expo com a aldrabice do negócio dos paquetes ex: Godinho Lopes. O BPN ex: Dias Loureiro que ainda hoje continua conselheiro de Estado! Tivemos o pinóquio que fugiu para Paris e todas as semanas lá lhe cai dinheiro na conta sem se saber de onde vem, enquanto o Estado aqui só se preocupa em caçar Vale e Azevedo para tentar fazer dele um exemplo de conseguir alguém conhecido preso mas têm pouca sorte porque esse é superior ao Alves dos Reis e não se vai deixar caçar por um Estado corrupto. Depois tivemos o Valentim Loureiro (exemplo dos autarcas deste país) que nunca foi major apesar de se intitular como tal e de início até foi corrido da tropa porque começou logo com esquemas de desviar material da messe para vender cá fora. Depois temos o exército com os escândalos abafados das OGMA, dos submarinos, dos PANDUR, do banqueiro que queria furar o bloqueio dos U.S. e vender material de guerra ao Irão! Sem falar na pirâmide invertida salarial de promoções pós 25 de Abril e que o Wikileaks revelou que somos o país dos generais sentados e almirantes sem barcos. Temos uma pirâmide salarial demasiado alargada no topo e demasiado curta na base e depois se alguém fala contra isto, aparecem logo vozes a incitar a revoluções mas são mais do género revoluções estilo Egipto para se manter regalias! A somar a tudo isto acrescentou-se uma imigração descontrolada durante décadas com estatutos de residência dados sem critério em vez de vistos de trabalho temporários como fazem em países organizados e está montado o barril de pólvora dos milhares de subsídios de inserção, quando depois quem paga tudo isso são os nossos reformados e vemos até arquitectos portugueses que fizeram algumas obras conhecidas a nível local no tempo das vacas gordas a terem de se sujeitar a irem trabalhar para uma prisão ensinando os presos em pintura, construção ou carpintaria e serem apelidados por estes de mestres como se de um pintor ou pedreiro se tratasse! A melhor solução para Portugal seria seguir o modelo ou da Holanda que é um país tão pequeno como o nosso mas que soube atrair empresários ou o da Islândia onde é o povo que vai votar ao Parlamento e deliberar em função do interesse público e apenas cada um por um mês em rotatividade e por sorteio evitando-se assim os interesses privados e corrupção, mas estamos ainda muito longe disso porque somos uma jovem democracia e não existe ainda maturidade democrática e de crescimento do povo para tal. A consciência de participação cívica também é muito recente dando os primeiros passos agora com as novas tecnologias. Existe muita ignorância sobre as razões da crise que englobam diferentes factores conjugados e bastante desinformação online a que as pessoas se agarram misturada depois com aquilo que idealizam mas que já não faz parte da realidade. Vários sistemas políticos estão também afastados no tempo da realidade dos nossos dias e são incapazes de dar resposta.

Anónimo disse...

Para complementar o video, aqui vai outro video sobre a corrupção em Portugal com Paulo Morais -

http://www.tvi24.iol.pt/programa/4407/49